quarta-feira, 22 de junho de 2011

Escolhas difíceis e outras impensáveis


Olhei a hora somente para saber  o dia,hora,minuto, a proposta foi feita.
Não foi nenhuma pproposta de emprego,ou de viagem,sequer uma proposta indecente. Ou ai foi?
Será que foi indecente minha filha ter proposto que eu começasse usar cadeira de rodas para facilitar meu ir e vir do dia a dia?
Meu coração gelou,literalmente.Fiquei uns três a quatro minutos sem responder.Mesmo porque esse tempo mesmo levei para assimilar o que tinha sido falado.
O porque da proposta é simples:meus amigos sabem que sou portadora de Parkinson e os limites que essa doença impõe a seu portador.na verdade não quero participar do assunto.Não esse assunto.
Tem sido difícil conviver com alguns dos limites porque implica em deixar de fazer muita coisa que amo por não poder locomover-me adequadamente em algum momento ( ultimamente tem sido bem menor o espaço entre cada crise ).
Usei em minhas ultimas viagens,no aeroporto porque não consegui mover-me ,mas fora isso não mais.
E o assunto na mesa do jantar continuou,entre meus queridos,sem que eu tivesse coragem de opinar sequer.
Estou em Goiania,casa de minha filha mais velha, e na viagem de vinda usei o tal meio de locomoção.
Quando resolvi falar,senti que minha voz saiu bem mais límpida do que o normal e mais segura do que estava no fundo de meu coração.
Disse aos meus queridos , marido , filha e genro :
Sei de meus limites,e quanto aumentarão dia a dia,mas não vou dando a vitoria assim  fácil ao sr Parkinson .As dificuldades serão talvez cada dia maiores,mas estou aprendendo a viver um dia de cada vez a duras penas, mas as vitorias também tem sido boas e claras.E tem mais uma coisa que não estão levando em consideração: espero a cura,e sendo assim não vou deixar que o sr Pk pense que esta me vencendo.
Espero a cura e sei que ela vira,ou melhor já está na esquina,cada vez mais perto de mim e de todos os portadores.
Usar esse meio de locomoção hoje significa não confiar em Deus e Sua misericordia.E eu confio.
Usei a cadeira amiga na vinda para Goiania porque não consigo andar com a rapidez necessária nos aeroportos e isso foi muito  do que gostaria pois realmente facilitou-me e muito chegar desse modo ao avião e como estou aqui todos os dias, aguardo sua visita para mostrar-me quem sabe, mais agradecida a Deus por tudo.Farei tudo que preciso para empurrar o sr Pk para bem longe mas o dia e a hora eu nao sei. Mas vira.
Bom feriado a todos.
Teca

9 comentários:

Maria-bonecas d`pano disse...

Bom Dia!!Teca,com certeza; amiga com sua garra e a graça de Deus,voce vai vencer o Sk..a ciencia esta cada dia mais avançada..e com descobertas novas toda a hora,numa destas .o Sk vai encontrar seu fim...Tenha um lindo fim de semana ..bjusss

Marcelinha disse...

Não vejo usar a cadeira como conceder uma vitoria ao pk.
Penso ser um conforto para você não sentir dor ao se locomover e principalmente PODER se locomover.

Quantas vezes você deixa de ir em algum lugar por sentir-se enrijecida, com dores e não conseguir andar?
Esta semana mesmo, não foi buscar seu neto no colégio por esta dificuldade. E ouviu meu pai contar a festa que o pequeno fez ou ver o avó lá.
E isso não é conceder a vitoria ao parkinson? Não é mostrar que ele é mais forte que você quando te impede de fazer alguma coisa?
Se você encontrasse um meio de "burlar" esta barreira e garantir seu direito de ir e vir, independente do velho pk, não seria você a ganhar dele?
Ou você usa esta limitação como desculpa para não fazer algo que na verdade está com preguiça de fazer?
Aproveita o feriado e pensa nisso.
Beijos

Hugo disse...

Teca,
houve época em que não existia l-dopa. A luta já foi pior. Agora ainda é ruim, aos trancos e barrancos, mas existe cadeira de rodas. E importante, existe lucidez para dirigi-la e quem nos ajude a empurrá-la. Venceremos! Bom feriado!
[ ]'s

Baba Yaga disse...

Teca, parabéns pela força que vc tem dentro de você. É isso mesmo, amiga. Não podemos entregar os pontos. Somos seres plenos e cheios do amor de Deus. Eu acredito muito nessa força interior capaz de curar e trazer para o presente a realização dos nossos sonhos. Um grande beijo.

Paulo Tamburro disse...

Olá Teca.

Sou seu mais novo seguidor e trouxe a minha chave na fechadura!

Você verá com muitas novas portas irão se abrir para você.

Fiquei imensamente feliz em saber que gostou dos meus blogues de humor, e com certeza humor é muito bom para todo mundo.

Um abração carioca e espero você muito mas vezes por lá.

Rita Gomes(Rasamrta Devi Dasi) disse...

Teca!Um grande abraço cheio de Luz e amor!Da amiga Virtual, Rita =D

Maria-bonecas d`pano disse...

OI!!!Amiga Querida..passando para lhe oferecer o selo Premio Award..passa lá no meu cantinho e pegue o seu ...um grande bju..e uma otima semana

Dalva disse...

Minha amiga!!

A desautonomia vem com os seus transtornos..mas não me intimido.. bengala é bem vinda e a cadeira também.
Procuro ir a Shopping e Mercado, logo na abertura, para garantir usar a cadeira de rodas.
Geralmente minha neta vai comigo e adora andar na cadeirinha também!
Já tentei dar uma de heroína... dizendo...nao... vou andando.. eu aguento. e acabei caindo
e quase complicando ainda mais!!!
Confesso que estou cansada da presença deste Monsieur Parkinson na minha vida...
Também nao perdi a esperança na cura.. mas vou espera-la sentada!
e pode ser até na cadeira de rodas!
Um bom abraço!
courage

Dalva disse...

TECA

Postei no meu blog uma foto para vc ... especialmente sobre uso de cadeira de rodas, bengala e outros
bjuussssss.
CUIDE SE... SEMPRE

Google Analytics