quarta-feira, 3 de novembro de 2010

SER DIFERENTE


Acabei de ler em um Blog uma postagem que deu-me imediata vontade de escrever esta .
Embora não fosse esse o título, o tema principal é realmente o "diferente".
 Ser diferente é muito difícil em qualquer situação.
As pessoas olham  e  discriminam, creio até por medo.Sim, medo,porque pode acontecer com qualquer um, de repente mudar de situação e fazer parte do diferente..
Seja o portador de algum distúrbio,o deficiente físico,deficiente visual,etc.Tudo isso isola e rotula o individuo.
Já falei aqui que sou portadora de Parkinson.
Não sei até que ponto sou discriminada  por isso,mas já senti algumas vezes o preconceito.
Trabalho ainda ,porque gosto e preciso,claro,e sei que meus companheiros de trabalho tentam ver-me mais normal possível,mas qualquer um há de convir que não é bom estar no trabalho e de repente paralisar o corpo e ficar cambaleando e andando de um modo rígido e vagaroso.
O portador de Parkinson fica as vezes em um estado de rigidez que o impede de se locomover normalmente .Isso pode durar alguns minutos,pelo menos é assim comigo,ou o dia todo.
Ando nesses momentos com ajuda de um andador,mas mesmo assim não é  fácil enfrentar a dor de estar desse modo e ao mesmo tempo olhares espantados,apiedados ou até crítico dos que observam.
Por isso deixei de carregar o andador no carro e tenho ido trabalhar ,por exemplo sem levá-lo.Como não dirijo nessas horas ,meu marido leva-me, ajuda-me entrar em minha sala e vai embora.Como trabalho com Cadastro e Arquivo,tenho uma sala só minha o que facilita bastante meu desempenho porque não trato direto com público cliente.Mesmo isso não acontecendo todos os dias,graças a medicação,fisioterapia ,drenagens linfáticas ,etc,etc,etc, quando acontece é muito constrangedor.O preconceito me fez chorar em várias ocasiões,mas agora ,depois de muito floral,homeopatia,acumpultura,fonoaudiologia,análise, encaro com mais naturalidade e até levo algumas vezes na brincadeira. Meus amigos do trabalho são todos jovens e creio que  talvez por isso entendam ou pelo menos aceitam melhor meu estado. O Gerente do Escritório quando chego andando rígida fala sempre : hei dona Terezinha, tá meia boca hoje ?
Agora eu mesma falo quando chego ruim,ai Dudu ,estou meia boca hoje!
Ou as vezes digo meia? não.1/4 de boca.E fica tudo bem.
Chegar até aqui e aceitar que sou agora diferente dos demais foi um longo e penoso processo.
Acredito que acontece sempre com os demais portadores de algo que os torna "diferentes" e por isso sofrem muito como sofri e ainda sei que sofrerei em momentos que a postura preconceituosa de alguém ferir-me .
Hoje sei até compreendo quão difícil é para uma pessoa leiga olhar  a outra tremendo e entender que essa outra pessoa tem o cognitivo bom,que não foi afetado e que o tremor é ,assim como a rigidez, distúrbio do movimento e só.Só?
O preconceito fere,machuca a alma e deixa marcas muito profundas. Mas a força que os amigos ,a família e nossa própria vontade de lutar e vencer e ultrapassar tudo nos dá é fundamental e o melhor que temos na vida.
Tenho tido esse apoio de todos amigos reais e virtuais,de minha família,meus queridos , razão maior da força que busco no fundo de minha alma para continuar lutando.
Através também desse Blog conheci pessoas maravilhosas e seus Blogs também ensinaram-me muita coisa boa e lições de  superações extraordinárias.
Hoje sei que meu Blog é realmente meu Divã!


3 comentários:

Luciana Klopper disse...

Poder ser diferente é maravilhoso, mas o mundo ainda é preconceituoso, oro pra q o mundo se salve!

Teresa Cristina disse...

Olá Teca!! Vim aqui retribuir a visita no Acolher com amor! Pode voltar sempre que quiser. Olha, há mais um menos um mês atrás tive a notícia de que um amigo meu, médico, 29 anos foi diagnosticado com Parkinson. O pai dele também tem. Ele recebeu o diagnóstico semanas antes do seu casamento. Não tive ainda a oportunidade de encontrá-lo, mas sei que virá por aí um caminho de lutas e superações. Eu amo o livro da Lya Luft Perdas e Ganhos. Já dei 3 de presentes e tenho um meu que agora não dou para ninguém, rsrs. Beijo grande, sigo-te!

Naty e Carlos disse...

"A vida é uma maravilha para todos aqueles que sabem viver e conhecem o verdadeiro pulsar da vida eterna que jamais se acaba."
Mil Bjs com carinho

Google Analytics