domingo, 28 de julho de 2013

Volta por cima,por baixo,pelos lados…

Como definir estado de espírito meio lá, meio cá?

Por estranho que possa parecer passei tanto tempo sem colocar nada no Blog que achei iria perdê-lo.

Hoje vejo que senti saudade de meu espaço de meus amigos seguidores,enfim, de tudo.

Estive andando por regiões secas, inóspitas,sem nenhuma vontade.Acho que cheguei a esbarrar na perigosa senhora chamada DEPRESSÃO.

Cheguei tão peto que senti seu hálito quente e pegajoso, e confesso, tive medo.Foi preeciso uma vontade mais que férrea para não cair no buraco negro dessa senhora.

Na verdade foram meses que me isolei por causa dos sintomas do Parkinson que insistiam em não me deixar em paz. A medicação parecia não fazer efeito algum,aliás,parecia não, não faziam mesmo.

Noites e noites passadas como se dia fossem. As pernas pesando mais de uma tonelada,não se moviam por mais que me esforçasse não saia do lugar. Ia para o trabalho e não conseguia ficar pois sem movimento como dar continuidade aos meus afazeres?

A casa,empoeirada,tiste, me olhava como a perguntar então,não mereço ser limpa?

Merece e muito,mas não consigo movimentar o aspirador,vassoura e seja mais o que for preciso para deixar você nos trinques minha gostosa casa.

Perdi consultas com Fisioterapeuta,Fonoaudióloga,Psicóloga( daqui até já me dei alta,pois faltava tanto que fiquei com vergonha de manter o horário.

Lá no fundo de meu subconsciente,inconsciente ,id, seja mais o que for que exista ai,eu sentia que estava ou melhor está meu verdadeiro Eu,minha essencia primitiva ,aquela centelha divina capaz de me salvar.

Foi buscando despertar essa essencia que, acredito, comecei voltar daquela região de verdadeiro umbral na qual me encontrava.

Estou ainda gatinhando,mas estou firme em minha fé que conseguirei.

Estou cansada  de ficar triste. Detesto coisas fúnebres e estava me sentindo assim , queixando-m de tudo ,um peso morto,.Aliás estou ansiosa para e libetar, embora o que sei sobre Parkinson é que ele não melhora,só piora, teimo e insisto ainda que ficarei curada.

Não importa quantas vezes eu venha ainda para esse buraco da senhora depressão,sairei dali novamente!

E não importa quantas vezes caia , me levantarei e sacudirei a poeira dando a volta por cima.

Machucada?Talvez.mas pronta para recomeçar sempre pois sei que Deus jamasi me mandaria ou permitiria que eu fosse para um lugar onde Sua misericordia não possa me alcançar.

Digo pra mim mesma ,o dia escurece só até meia noite. E por mais escura que essa noite possa ser, ela jamais vai impedir o nascer do Sol.

Vou ficando por aqui para não me lamuriar mais.

Amanhã sei que terei um texto bem alegre, pois tenho compromisso com a alegria e não com tristeza.

Afinal de contas, também sou dura de matar!!!

2 comentários:

Anônimo disse...

Queridíssima Terezinha:
Sei que não deve ser fácil enfrentar todas as dificuldades e limitações que o Parkinson traz para sua vida. Mas queria que vc tivesse a certeza do meu especial carinho e amizade. Conte comigo!! Muitas saudades... Denise

flor de cristal disse...

Teca, vc escreveu: "E não importa quantas vezes caia , me levantarei e sacudirei a poeira dando a volta por cima." Este é meu lema e não mudo por nada esta maneira de pensar a vida, sabe linda Teca? Todos temos algum problema não sou hipócrita para pensar o contrário. Mas sua lucides sua sabedoria nos enche de paz, te ler nos faz forte tbm, viu benzinho? Não nos prive deste encontro com vc aqui neste belo espaço. Suas palavras corajosas nos faz te admirar demais...

Desejo muita saúde,paz e alegrias sem fim...

Tomei a liberdade de te seguir venha me conhecer um pouquinho, vém!!

Beijos e carinho!
flor de cristal

Google Analytics