segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Uma verdade contestável...



Nas últimas semanas tenho  meditado muito uma “verdade”inserida em textos que sempre recebo em forma de e-mails ou vejo em livros de auto ajuda ou mensagens de Orkut,etc..
Geralmente o testo é bonito,as vezes vem em Power point,uma beleza :”SOMOS O RESULTADO DO QUE PLANTAMOS.VIVEMOS HOJE A DOR QUE CAUSAMOS ONTEM,E ,SE VOCÊ NÃO GOSTA DO QUE ESTÁ COLHENDO,OLHE O QUE   PLANTOU”,e coisas mais ou menos assim.Mas esses textos sempre me incomodaram muito.Não acredito que isso seja uma verdade absoluta.Leiam o livro de Jó,na Bíblia.Vejam ou leiam sobre pessoas que sofrem horrores sem nunca terem feito nada de exatamente mau a ninguém.
E,sem exemplos de reencarnação porque francamente não acredito que Deus puniria seu filho depois que passou seu erro.A punição  é algo que ,sempre imaginei e acreditei os pais impõem a seus filhos pelo seu proceder no momento exato em que sabem do que o filho aprontou.
Ser punido por um ato que cometemos em outra vida seria como se pela manhã seu filho maiorzinho espancasse o menor mas você não o castigasse naquele momento,alegando que mais tarde ele estaria pronto para aprender e então,quando o coitado,estivesse tranquilamente brincando você chega e lhe   enche de palmadas.Ah e tem mais!Não diz porque está batendo,ele deverá se concentrar e entender que está passando pelo que fez o outro passar.Convenhamos,você faria isso? Então porque Deus, um Pai infinitamente bom faria?
Meditei muito isso principalmente nos últimos dias porque tenho sentido muita dor nas pernas e incapacidade de andar sem o andador.Com o andador já é um suplício, e se ele nem pensar.até o nome me dá arrepios ANDA DOR. Parece aquele que carrega sua dor.Ou anda com dor...Acho até que valeria a pena da uma  estudada na semantização das palavras que deve ter uma lógica atrás desse andador.
Tenho verdadeiro pavor do meu, e olha que ele  é de alumínio,bem leve e om rodinhas  para ficar mais cômodo. Se isso fosse possível,claro.Vou deixá-lo quieto aqui ao lado de minha cadeira enquanto continuamos nossa pesquisa do porque das dores e aflições.
Tivemos uma empregada que usava uns termos bastante peculiares mas que pode descrever o que penso nesse momento.Uma expressão que ela usava muito era “dona Terezinha,eu tenho passado da banda  ruim”.Eu achava graça,mas agora penso ,banda ruim,lado ruim,o que ninguém quer passar.
Ah dona Idê,como a senhora era sábia!Esses dias tem sido como a senhora dizia: tenho passado da banda ruim...e não tenho gostado não viu.
Ai me vejo lendo os tais textos sobre culpa,perdão ,etc.Se lhe fiz algum mal minha amiga,meu amigo,peço perdão,porque quero ter   paz e não sentir dor.Fico pensando quem eu poderia ter magoado e peço perdão e perdoo também mas não consigo ver até onde isso me tira a dor que é física e muitooooooo ruim.
Semana passada fiz exame pesquisando a causa da dor e inchação nas pernas( mais uma vez ).
Ainda não mostrei a minha Neurologista,isso será feito só na próxima semana porque ela está viajando.Mas dei uma lida lá e diz o laudo mais ou menos que tenho uma neuropatia periférica talvez devido ao diabete.Pode ser   também devido a medicação de Parkinson(ótimo ) . O que pode ser mais?
Tenho também hérnia de disco lombar e tudo isso causa a tal dor e inchaço.
Agora amigos me digam o que fazer porque não sei .So não me falem que planei isso porque se o fiz vou lá e arranco com raiz e tudo e assim quem sabe,fico curada da dor.
Creio que chega né? Já falei muito de dor , o que não gosto.
Amanhã falo de alegria ta?

Um comentário:

Angel disse...

Oi querida ... sabe de uma coisa, esses conceitos de reencarnação e afins são muito complexos e requerem bastante estudo para que possam ser compreendidos. Se é que podem de fato, se é que existe alguma verdade absoluta nisso tudo. Eu que o diga.
Porém, a minha crença maior é em Deus e creio também que nada nessa vida é por acaso, tudo tem uma razão, um porquê. E a verdade, cara amiga, é que entender os desígnios de Deus não é para espíritos na nossa escala evolutiva. Temos muito a aprender, a compreender. E por isso a aceitação de tantas coisas é não raras vezes difícil.
Debato-me dioturnamente com dúvidas parecidas com as suas, mas procuro me lembrar que Deus tem um plano maior. Sempre.
Toda a sua dor, em nome de Jesus será superada, pois você transmite luz e não, não está sendo punida porque Deus não castiga. Deus sequer julga. Deus também não perdoa, pois Ele não tem nada para nos perdoar. Ele nos ama, e no momento em que nos voltamos para Ele, nos recebe sem mais questionamentos por conhecer a nossa verdade.
Algumas experiências são efetivamente necessárias ao nosso desenvolvimento iterior, nossa evolução espiritual, e isso nada tem a ver com castigo.
Amiga, faça isso. Creia e viva cada dia com muita alegria e esperança. Suas dores atenuaram e Deus te abençoará.
Beijo meu, com amor.
Angel.

Google Analytics