domingo, 21 de novembro de 2010

REFLETINDO

                        
O dia nublado e feio não impede que os pássaros cantem em meu quintal..
Nosso quintal é bem pequeno,mais uma área do que propriamente quintal.
Mas acordo com o canto dos pássaros toda manhã.É lindo de verdade e essa é uma das razões que não deixaram ainda que trocássemos a casa por apartamento.Amamos nossa casa ,eu e meu marido.
Aqui tivemos muitos,inúmeros momentos de alegria e felicidade,afinal  25 anos de moradia deixa nossa alma e coração bem marcados e lembranças imensas nos dão saudades umas e vontade de que não tivessem acontecido outras.Hoje fico pensando na praticidade de mudarmos para um apartamento mais central que nos facilite chegar ao trabalho e nos colocar mais perto de mercados ,lojas ,e tudo mais que facilita principalmente o deslocamento diário .
O bairro  é excelente com pista de caminhada e como não é passagem para lugar algum temos sossego e tudo que ouço as pessoas dizerem estar a procura.
Aqui criamos nossas três queridas e daqui saíram para construírem seus lares e suas vidas.
Penso que fizemos o melhor que fomos capazes.Todas  três foram planejadas,desejadas e amadas.
Temos duas Advogadas e uma Médica, o que nos dá a sensação de dever cumprido.
Sem esquecer meu neto Pedro,o grande,enorme presente que recebemos. Uma delícia quando ele fica conosco,pela manhã entra em nosso quarto e me acorda :vovó,vovó,até que eu acordo e fico fingindo dormir para ouví-lo chamar de novo,vovó.Então abro os olhos e pergunto:você quer deitar aqui? Ele sacode a cabecinha que sim .Então o coloco entre eu e avô achando lindo o modo dele se contorcer para entrar entre nós dois.
Chamo isso de felicidade.Creio que as coisas mais simples da vida e as quais as vezes não damos o devido valor são na verdade o que faz valer a pena lutar  e vencer obstáculos.
Hoje por exemplo fui ver minha mãe,já velhinha ,andando numa cadeira de rodas,mas tão tranquila e em paz com a vida que em determinado momento ,todos conversavam,minhas irmãs e sobrinhas estavam também presentes,e eu silenciosa só observando minha mãe e pensei,quanta coisa esses olhinhos já viram .Quanta coisa já passou e presenciou minha querida mãezinha.Hoje aos 82 anos,ela as vezes esquece alguns acontecimentos mas isso é o mínimo e penso que  chegar nessa idade vendo seus filhos e os filhos destes ao redor já é uma bênção .Imagina então ver também seus bisnetos? E ela tem dois, Mateus e Pedro.
Quis escrever isso hoje porque tenho muitas vezes a ousadia de reclamar de algumas coisas ou acontecimentos esquecendo das maravilhas que possuo.
A vida vale a pena por  tudo isso e também porque é um presente de Deus e só devemos ser agradecidos
lembrando-nos de louvá-lo por tudo.
Essa semana será muito feliz ainda porque meu Príncipe Pedro vem na sexta  e fica até domingo.
Isso eu chamo de felicidade.E você,chama de que?


Um comentário:

Tati Pastorello disse...

Com certeza é a essência da felicidade: puro sumo!! heheh
Saio daqui mais leve, sabia? Por que além do blog estar muito lindo com a repaginada da Elaine, seu texto está divino. Aliás, seus textos são sempre muito bons! Reflexão perfeita para o fim de noite de domingo. Parabéns!
Beijos.

Google Analytics